Mathy

É verdade que professores abrem portas, mas quem passa por elas somos nós, mas a forma como essa porta é aberta pode influenciar positiva ou negativamente, e o que deveria ser aprendizado para a vida toda, às vezes, gera distanciamento. Algumas matérias parecem simplesmente estar condenadas ao exílio na vida escolar do estudante comum. É o caso, por exemplo, da matemática: você conhece alguém que teve dificuldade de aprender essa matéria na escola?

A resposta para essa pergunta já é conhecida e, todo mundo, se não teve, conhece alguém que teve muita dificuldade em cálculos. Levando em consideração as diferentes formas de aprendizagem, tem sido crescente a inserção de jogos em projetos pedagógicos, tamanha a eficácia desse meio para desenvolver algumas competências.

Com a Mathy, o intuito é oferecer conteúdo de qualidade, com linguagem acessível e adequada à idade do aluno, mentoria 1:1, pois, por mais autodidata que seja a geração que cresceu assistindo Youtube e jogando jogos on-line, há momentos em que nada substitui o conhecimento compartilhado de forma humanizada. O conteúdo on-line pode ser consultado 24 horas. Futuramente, os planos para o empreendimento é oferecer matemática para todas as idades, tornando-se um Duolingo da matemática. De olho nessa tendência, a Mathy resolveu entrar nesse jogo, e para ganhar!
O TIME QUE ESTÁ JOGANDO NA MATHY

Um time super capacitado, experiente e jovem está criando um ecossistema verticalizado de aprendizagem de matemática para a nossa geração.

Pedro é formado em Engenharia pelo IME, tendo concluído o curso como o melhor aluno de sua turma. Ainda dentro da faculdade, foi presidente do Clube de Consultoria do IME e, em 2018, ingressou na Mckinsey & Company, uma das maiores empresas de consultoria do mundo. Durante três anos, ele participou de vários projetos, sendo inclusive premiado. Hoje, Pedro é Head de Estratégia e M&A do Descomplica, a maior Edtech da América Latina. Nesse projeto da Mathy, Pedro é quem assume o papel de CEO.

Na parte de Tecnologia do time, a pessoa responsável é o Fábio Baldissera. Ele é formado em Engenharia pela Universidade Federal de Santa Maria e é mestre pela PUCRS, com ênfase em Inteligência Artificial para visão computacional. Já participou de eventos sobre ciências e empreendedorismo em Israel, Rússia e Egito e fez intercâmbio nos Estados Unidos. Como profissional, ele já cofundou duas startups, trabalhou em outra e, hoje, além da Mathy, é Perito Criminal.

A operação ficou na mão de Marcos Vinicius, natural de Chapecó, em Santa Catarina. Ele cursou o ensino médio junto com o curso Técnico em Informática. Além disso, foi bolsista no Sistema Poliedro e Farias Brito, sendo aprovado, em mais de 10 universidades, nos cursos relacionados a Engenharia, Economia e Medicina. Ingressou no Insper, onde cursa Engenharia de Computação como bolsista integral. Começou a empreender, atuando no mercado de recrutamento e seleção, tendo seu negócio já apoiado por pessoas como André Street, Jorge Paulo Lemann e Marcel Telles.

E a pessoa responsável por toda parte de aprendizado dos clientes é a Ruth Gaudêncio. Ruth é natural da periferia da cidade de Itapecerica da Serra, região metropolitana de São Paulo. Cresceu com cinco irmãos e, junto com eles, enfrentou vários problemas sociais. Ela sempre teve o apoio dos pais, que sempre a incentivaram a estudar. Ingressou na graduação em Engenharia de Alimentos, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e começou a entender o quanto era empreendedora, pois sempre criou as próprias oportunidades. Fundou a Empresa Júnior, participou de outras atividades, mas decidiu abandonar a faculdade e, hoje, Ruth atua como voluntária na Fundação Estudar e na Educafro, onde também é aluna, e está pleiteando uma bolsa para cursar Direito no Insper.

Com esse time de primeira, a Mathy pretende trazer a metodologia do Kumon, que é plataforma de ensino, de uma forma mais democrática e interativa. A proposta é que seus alunos aprendam matemática brincando.
SOLUÇÃO ACESSÍVEL

Existe um mercado gigante de educação complementar, e a proposta é fazer isso de forma igualitária e acessível. Hoje, o principal concorrente tem um custo elevado, além de exigir a presença do aluno. A Mathy planeja vender sua solução por 1/10 do preço do principal concorrente, permitindo que jovens de qualquer lugar do mundo tenham acesso à sua plataforma de ensino. Além disso, a Mathy oferece uma pedagogia personalizada, com inteligência artificial, que proporciona, ao aluno, uma experiência engajante, com conteúdos condizentes com a maturidade dele; isso tudo oferecido dentro de uma comunidade, na qual ele pode interagir com outros usuários da plataforma, o que dá a ele a chance de participar de competições e premiações, tornando a experiência divertida.

A plataforma da Mathy está em construção, mas já passou por validações com possíveis clientes e recebeu feedbacks, não só dos alunos usuários da plataforma, mas também dos pais e responsáveis.

Para tornar a experiência ainda mais divertida para os participantes, na plataforma, eles têm acesso a dashboards, o que permite que eles consigam ter metas, ver seus avanços e participar de rankings. Além disso, a plataforma também oferece, aos pais, um login separado, para que possam acompanhar o processo de aprendizagem das crianças e traçar um planejamento de estudo junto com elas.

O ProLíder é uma realização do Instituto Four.